Garantia de Qualidade em Radiologia Diagnóstica

Garantia de Qualidade em Radiologia Diagnóstica

Autores: Tânia A. C. Furquim; Paulo R. Costa.

As imagens radiológicas proporcionam informações importantes para a decisão dos futuros passos de um diagnóstico, um tratamento ou acompanhamento de um procedimento. Então, o nível necessário de qualidade de imagem para o correto diagnóstico tem que ser obtido na mais baixa dose de radiação possível ao paciente. Esses benefícios podem ser alcançados a partir da implementação de um rigoroso programa de garantia de qualidade. Como os avanços em tecnologia digital permitiram o rápido desenvolvimento de aplicações radiológicas, a transição de um sistema écran-filme a ambientes digitais tornou-se uma tarefa difícil, pois deve ser acompanhada de um processo de otimização de exposições e qualidade de imagem. Esse trabalho revisou alguns destes novos detetores e descreveu algumas questões associadas a um programa de garantia de qualidade dedicada a tecnologias como: radiologia digital e computadorizada, mamografia digital e computadorizada e tomografia computadorizada multidetetores. Assim, pretendeu-se enfatizar que a crescente complexidade destes novos equipamentos demanda uma nova competência técnica, o que implica educação continuada sistemática para os físicos médicos.

Para visualizar e baixar o artigo completo acesse:

FURQUIM, Tânia A. C.; COSTA, Paulo R.; Garantia de Qualidade em Radiologia Diagnóstica. Revista Brasileira de Física Médica [online], v. 3, n. 1, p. 91-99, 2009.
(Tamanho: 537 KB)

Artigos relacionados:

Artigos da mesma fonte:

Apostila Educativa CNEN: Aplicações da Energia Nuclear

Apostila Educativa CNEN - Aplicações da Energia NuclearAutor: Eliezer de Moura Cardoso.

Infelizmente são pouco divulgados os grandes benefícios da energia nuclear.
A cada dia, novas técnicas nucleares são desenvolvidas nos diversos campos da atividade humana, possibilitando a execução de tarefas impossíveis de serem realizadas pelos meios convencionais.
A medicina, a indústria, particularmente a farmacêutica, e a agricultura são as áreas mais beneficiadas.
Os isótopos radioativos ou radioisótopos, devido à propriedade de emitirem radiações, têm vários usos. As radiações podem até atravessar a matéria ou serem absorvidas por ela, o que possibilita múltiplas aplicações. Mesmo em quantidades cuja massa não pode ser determinada pelos métodos químicos, a radiação por eles emitida pode ser detectada. Pela absorção da energia das radiações (em forma de calor) células ou pequenos organismos podem ser destruídos. Essa propriedade, que normalmente é altamente inconveniente para os seres vivos, pode ser usada em seu benefício, quando empregada para destruir células ou microrganismos nocivos.
A propriedade de penetração das radiações possibilita identificar a presença de um radioisótopo em determinado local.

Para visualizar e baixar a apostila completa acesse:

CARDOSO, Eliezer de Moura. Apostila Educativa CNEN: Aplicações da Energia Nuclear. Rio de Janeiro: Comissão Nacional de Energia Nuclear.
(Tamanho: 286 KB)

Artigos relacionados:

Física das Radiações

Física das RadiaçõesAutores: Emico Okuno; Elisabeth Mateus Yoshimura.

Desde a descoberta da radioatividade e do raio X no final do século XIX, a radiação tem se tornado cada vez mais importante no dia a dia das pessoas, com aplicações importantes em indústrias e, principalmente, na Medicina. São inúmeros os usos da radiação na detecção e no tratamento de doenças por meio da radiologia, radioterapia e medicina nuclear.
Este livro aborda os principais temas no estudo da Física das Radiações, desde os elementos químicos e os radioisótopos, o decaimento nuclear e a interação da radiação com a matéria, até as aplicações da radiação e seus efeitos biológicos, além da detecção e proteção radiológica.
Física das Radiações apresenta o tema de forma didática, oferecendo exercícios resolvidos, e ainda amplia os horizontes ao leitor com as biografias de cientistas de expressão na área, curiosidades históricas e listas de exercícios. Uma obra fundamental para alunos de graduação e pós-graduação em Física, Física Médica e Engenharia Clínica, assim como referência para todos os profissionais envolvidos em Radiologia.

Para visualizar e baixar uma amostra do livro acesse:

OKUNO, Emico; YOSHIMURA, Elisabeth Mateus. Física das Radiações. São Paulo: Oficina de Textos, 2010.
(Tamanho: 657 KB)

Artigos relacionados:

Estudo da Dose de Radiação Absorvida em Exames de Radiodiagnóstico – Comparação entre Diferentes Equipamentos de Raios X

Estudo da Dose de Radiação Absorvida em Exames de Radiodiagnóstico - Comparação entre Diferentes Equipamentos de Raios XAutores: Marco A. R. Fernandes; Charlene O. Reis; Paulo L. Garcia; Marcelo A. F. Lima; Fernando L. D. Dalaqua; Vladimir E. Costa.

O trabalho apresenta as medidas da dose de radiação absorvida em exames de radiodiagnóstico realizados em três diferentes equipamentos de raios X, empregando as mesmas técnicas radiográficas de rotina no Serviço de Radiologia do Hospital das Clínicas da UNESP de Botucatu. Os respectivos valores das medidas foram analisados em gráfico correlacionando a dose com a respectiva energia (kVp) do feixe, extraindo assim uma expressão matemática da dose em função do kVp. Esta expressão poderá auxiliar os profissionais das técnicas radiológicas na determinação do kVp mais apropriado que possa minimizar a dose de radiação absorvida pelos pacientes durante os procedimentos de radiografia, e evitar a repetição de exames. Os resultados mostram que a dose de radiação pode variar de até 1,24 mGy de um equipamento de raios x para outro dentro do mesmo serviço e considerando a mesma técnica radiográfica. Observou-se que a dose de radiação absorvida foi sistematicamente maior para o equipamento C, seguido do equipamento B, sendo que o equipamento A proporciona a menor dose. O trabalho reforça que o profissional responsável pela realização dos exames radiológicos deve ter pleno conhecimento da condição de operação dos equipamentos emissor de radiação, e que as técnicas radiológicas (kVp e mAs) devem ser ajustadas para os respectivos equipamentos de raios X utilizados.

Para visualizar e baixar o artigo completo acesse:

FERNANDES, Marco A. R. et. al. Estudo da Dose de Radiação Absorvida em Exames de Radiodiagnóstico – Comparação entre Diferentes Equipamentos de Raios X. Tékhne e Lógos, Botucatu, v. 3, n. 2, jul. 2012.

Artigos relacionados:

Validação de um Modelo Computacional de Exposição para Dosimetria em Tomografia Computadorizada

Validação de um Modelo Computacional de Exposição para Dosimetria em Tomografia Computadorizada

Autores: Cássio C. Ferreira; Laila A. Galvão; J. W. Veira; Ana F. Maia.

Técnicas de simulação computacional por métodos de Monte Carlo foram utilizadas para estudar a dosimetria em tomografia computadorizada (TC). Os espectros de raios X foram calculados através de programas computacionais denominados códigos geradores de espectros de raios X. Os objetos simuladores da cabeça, usados na dosimetria, foram modelados através do programa computacional IDN (2006). Ainda, foram utilizados o MAX06 (2006), para simular um paciente macho adulto, e os códigos de transporte de radiação EGS4 (1985) e o EGSnrc (2006). A avaliação dos códigos geradores de espectros de raios X para uso na dosimetria de TC revelou uma dependência do uso do código gerador de espectros com a filtração do tubo de raios X. Para filtração de aproximadamente 1,90 mm de Al, o código X-rayb&m mostrou-se o mais indicado, para filtração de 4,52 mm  de Al foi o código genspec1 e para filtração de 10,90 mm de Al foi o código X-raytbc. A validação da simulação computacional foi realizada por  meio de comparações com medidas experimentais. O uso do código EGSnrc produziu os resultados mais acurados. Sendo que, no pior dos casos, apresentou uma diferença percentual de 17,15%.

Para visualizar e baixar o artigo completo acesse:

FERREIRA, Cássio C.; et. al. Validação de um Modelo Computacional de Exposição para Dosimetria em Tomografia Computadorizada. Revista Brasileira de Física Médica, Natal, v. 4, n. 1, p. 19-22, 2010.

Artigos relacionados:

Artigos da mesma fonte:

Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.

Junte-se a 298 outros seguidores