Category: Ressonância Magnética

Ressonância Magnética Fetal: Uma Revisão Bibliográfica

Ressonância Magnética Fetal - Uma Revisão Bibliográfica

Autoras: Mariana de Souza Cardoso; Karla Alves.

A Ressonância Magnética Fetal avançou nas últimas décadas, permitindo sequências rápidas e imagens definidas. Sua principal contribuição é no Sistema Nervoso Central, já que demonstra imagens bem definidas, enquanto na ultrassonografia há artefatos oriundos da calota craniana. O objetivo do estudo foi destacar as vantagens e desvantagens do método através de revisão bibliográfica. Concluiu-se que o exame traz informações adicionais em relação ao ultrassom, mas devido seu alto custo e limitação no primeiro trimestre é recomendável que seja realizado como um exame complementar.

Para visualizar e baixar o artigo completo acesse:

CARDOSO, Mariana de Souza; ALVES, Karla. Ressonância Magnética Fetal: Uma Revisão Bibliográfica. Revista UNILUS Ensino e Pesquisa, Santos, v. 11, n. 5, p. 10-17, out./ dez. 2014.
(Tamanho: 418 KB)

Artigos relacionados:

Artigos da mesma fonte:

 

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons – Atribuição 4.0 Internacional.

Técnicas de Segmentação e Classificação de Imagens em Exames de Ressonância Magnética Nuclear

Técnicas de Segmentação e Classificação de Imagens em Exames de Ressonância Magnética Nuclear

Autor: Carlo Foletto Lucas.

A tecnologia de geração de imagens por Ressonância Magnética é uma importante ferramenta de apoio ao diagnóstico médico, devido, principalmente, à sua característica não-invasiva e por disponibilizar uma grande quantidade de informação sobre as estruturas fisiológicas analisadas.
No entanto, existem diversos cuidados que devem ser tomados em relação à movimentação do paciente para que a imagem final não sofra com um excesso de ruídos. Atualmente, a avaliação da movimentação do paciente é feita por um técnico especializado e, portanto, está sujeita a erro humano.
Este trabalho propõe um processo de avaliação, quantificação e classificação das imagens através de um processo automatizado, visando a implementação na máquina de ressonância magnética.

Para visualizar e baixar a monografia completa acesse:

LUCAS, Carlo Foletto. Técnicas de Segmentação e Classificação de Imagens em Exames de Ressonância Magnética Nuclear. Porto Alegre, 2014. Monografia (Graduação em Engenharia da Computação) – Faculdade de Engenharia e Informática, Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2014.
(Tamanho: 2,18 MB)

Artigos relacionados:

Difusão Molecular em Ressonância Magnética para Estudo de Lesões Mamárias Malignas

Difusão Molecular em Ressonância Magnética para Estudo de Lesões Mamárias Malignas

Autores: Seena Jaguegivane; J. Janardo; M. Pereira; A. Fernandes; Margarida Ribeiro; Aida Ferreira.

Objetivos – Com este estudo pretendeu-se i) avaliar o contributo da aplicação da sequência de difusão na caracterização das lesões mamárias malignas; ii) considerar se a sequência de difusão deve incorporar o protocolo standard em RM mamária e iii) correlacionar os resultados dos valores de coeficiente aparente de difusão (ADC) e os resultados histológicos. Metodologia – A amostra incluiu 18 pacientes do sexo feminino, com idades compreendidas entre 38 e 71 anos, que apresentavam lesões mamárias malignas confirmadas histologicamente. Foi adicionado ao protocolo de RM mamária a sequência de difusão, de modo a calcular os valores de ADC das lesões observadas. Resultados – Verificou-se que a range de valores de ADC para lesões malignas em ROI’s calculados no centro da lesão apresentavam uma média e desvio-padrão de (0,89 ± 0,14×10-3mm2/s). O método da utilização dos valores de ADC na caracterização de lesões mamárias malignas demonstrou uma sensibilidade de 100%. Conclusões – Neste estudo, com uma sensibilidade de 100%, a ponderação em difusão demonstrou ser uma técnica vantajosa na caracterização de lesões mamárias malignas pelo que se sugere a sua introdução no protocolo standard da RM mamária.

Para visualizar e baixar o artigo completo acesse:

JAGUEGIVANE, Seena; et. al. Difusão Molecular em Ressonância Magnética para Estudo de Lesões Mamárias Malignas. Saúde & Tecnologia, Lisboa, nº 1 (Número Temático), p. 41-46, out. 2012.
(Tamanho:  654 KB)

Artigos relacionados:

Artigos da mesma fonte: